quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Sentimentos

Vem brincar comigo
Me põe ali, me põe acolá
Vem, sou teu amigo
Não me faça mais esperar.

Se desnude,
se entregue.
Não fique ataúde,
Me carregue.

Me ponha nos braços
Me tire do mundo.
Rompa meus laços
Penetre profundo.

Faz de mim parte tua,
Me encha de esperança.
Vem coaduna,
Me transforma em uma criança.

Destrua minha crença,
Transforme o meu viver.
Que o amor vença,
E eu pare de sofrer.

Me solte no ar,
Me dê emoção.
Não consigo mais segurar
O que sente o coração.

Me dê lágrimas,
Ainda que seja.
Me faz matéria prima
Daquilo que desejas.

Sou tua dor,
Sou tua armadura.
Traz de volta a cor
Na minha vida sem pintura.

Um comentário:

Gisa disse...

Pode tratar de colocar cor nessa vida rsrsrs

Saudades de suas poesias querido Older