terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Cecília Meireles

Cecília Meireles escreveu:
“ Aprendi com a primavera
a me deixar cortar.
E a voltar sempre inteira.”

A primeira vez que vi esta frase
era só mais uma frase bonita,
bem escrita, sem entender
a profundidade do escrito.
Hoje, mais velho, calejado,
cortado pela vida,
e pelas pessoas,
esta frase me cai
como uma luva,
resolvi a tomar
e gravá-la em meu coração.
Fazemos de nossa vida um jardim,
com flores e espinhos,
e não cuidamos,
nem de um e nem de outro,
deixamos lá para as pessoas
admirarem nossas flores
e se ferirem em nossos espinhos,
mas as maiores vítimas
de nossos espinhos
e de nossas flores,
somos nós mesmos.
Nós nos encantamos
com nossos sonhos,
como se eles fossem rosas azuis,
e enquanto o buscamos,
vamos nos ferindo,
e sangrando,
em nossos próprios
espinhos.

9 comentários:

Gisa disse...

Você tem toda razão, o amadurecimento nos faz mais fortes para sentir a dor do corte. Vivendo e aprendendo não é ? que venham as primaveras rs

bjao

Eliana Pessoa disse...

DE VÊS EM QUANDO E BOM PODAR AS ARESTAS ,PARA QUE NASÇAM NOVOS BROTOS FORTES VIÇOSOS!
ESPERO QUE ESTEJA TUDO OK COM VC!BEIJOS T+.

Tatinha disse...

É vero!
Nada mais verdadeiro...
Só que no meu caso, ainda preciso aprender a não sofre com estas podas.
Dói... muito!
Bom dia meu amigo poeta.

brisonmattos disse...

Algumas pessoas parecem que gostam de se espetar nos espinhos.Beijo de bom dia.

Ava disse...

Bom dia Older!

Sempre com belos poemas...

e o coração sangrando...

O amor, esse mistérios, que nos leva do céu ao inferno em segundos...

Mas que mesmo assim, 2010 seja cheinho de amor...

Beijos!

Deusa Odoyá disse...

Olá meu querido Older.
Como sempre a nos postar belos poemas.
As vezes precisamos passar certos dissabores, para darmos o real valor a nossa vida.
Espero não ser o seu caso, meu lindo amigo.
Desejo que o ano de 2010, possamos estar juntos de novo.
Que esse ano seja o nao de suas realizações, glórias e felicidades.
Que possamos estar juntos para sonharmos, e através desses sonhos alcançarmos nossa felicidade.
Meu lindo, a vida é bela, devemos aproveitar cada momento, mesmo estando ou não sózinhos.
Eu adoro minha liberdade e através dela escrevo meus sonhos.
Meu lindo, uma semana de muita paz, amor e luz.
Beijinhos doces.
Regina Coeli.

Regina disse...

Olá, Older!!

Te vi lá no nosso querido amigo Wan e resolvi vir aqui conhecer o teu espaço...

Gosto muito de Cecília Meireles, tudo que ela escreve tem uma verdade e uma sensibilidade muito profundas!

Assim como esta frase que, como vc bem a interpretou, também nos leva a refletir e pensar que, apesar de todos os embates da vida, o importante é sairmos inteiros e vencedores de todas as batalhas!!

E a maturidade traz isso de bom, a experiência, a vivência e o discernimento...

Parabéns pelo blog, gostei, voltarei!!

Um afetuoso abraço!

Luciana P. disse...

Puxa, Older, fiquei a pensar sobre essa sua reflexão. Linda, apesar de triste. Chega a ser sonora, como a frase de Cecília, mas a realidade é dura e triste. Não há por que enfeitá-la e acobertá-la com os nossos sonhos. Somos, sim as maiores vítimas da nossa própria sorte. Se fazemos tudo conforme os sonhos mandam, acabamos nos ferindo no meio do caminho, tendo que nos reconstruir depois, como a primavera, que vem e vai, embelezando e enfeiando depois toda a sua existência.
Pior é saber disso...

Beijos, querido, voltando hoje das férias, direto pra Afrodite.

Simplesmente Outono disse...

Volto com o mesmo carinho, admiração e respeito de sempre.
Folhas secas para alguém extremamente especial em suas expressões.
Simplesmente Outono.