sábado, 4 de outubro de 2008

Coração

Como pude me deixar levar,
mais uma vez,
por meu coração desvairado
e encantado,
pela bela imagem de uma mulher.
Logo eu, que já o conheço tão bem,
pelo menos é o que acho,
agora sofro por não ter jeito.
É uma situação estranha
que beira a total insanidade,
você não sabe se vai ou se fica.
Não sei se abençôo ou renego
a idéia de querer te conhecer,
algum dia na vida.
Será que seria melhor nunca ter te visto,
nunca ter te encontrado,
nunca ter te olhado,
terei de esquecer você,
ou pelo menos tentar.
Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas,
foi o que deixei acontecer
quando segui meu coração.
Este coração já machucado e remendado,
pelas pessoas e pela vida,
que de vez em quando me apronta mais uma ,
resolveu aprontar mais uma vez
e justamente agora.
Já deveria saber quando ele fica assim,
saltitando de alegria,
vem mais problemas,
mais dúvidas,
novos sofrimentos.
É coração meu,
você não aprende,
você sempre me faz sofrer de amor.
(Ainda bem.)

Nenhum comentário: