domingo, 19 de outubro de 2008

Compreensão

Ninguém deve envergonhar-se
de sentir-se atraído pelo que é belo.
Ninguém pode compreender o invisível,
ou o inexplicável.
É preciso sempre uma outra parte
para que se tente este entendimento.
Todo poeta é tímido e amargurado,
pois busca sempre o amor absoluto
e inquestionável.
E por isto vive só,
mesmo acompanhado.
Ele não entende que o amor
só preenche a si mesmo
e neste impulso criativo
se deixa levar
para que as palavras o conduzam
ao amor infinito.
O poeta deve sempre olhar o simples
e a ele se entregar,
deixe as coisas complexas
para as pessoas normais.

Nenhum comentário: