sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Um Barco

Um coração que não se apaixonou
parece um barco ancorado
que nunca se arriscou a grandes viagens,
nunca se soltou das amarras da razão
ou ficou a deriva nas suas emoções
ou teve quase um naufrágio na solidão.
Meu coração é um barco
que sempre parte em busca de viagens
e sofre com as intempéries do tempo.
São tantas as tempestades
que ele encontra pelo seu navegar,
ondas gigantescas tentando fazê-lo emborcar,
e desistir,
mas ele é teimoso
sofre muito,
mas sobrevive
e busca o mar mais calmo,
uma enseada tranqüila
e um céu estrelado
com um porto seguro
para ele poder ancorar
ainda que de forma temporária.

Nenhum comentário: