sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Musa ou poeta

Você não quer ser minha musa
e eu não pedi para ser seu poeta,
não há escolha.
Ainda não aprendi
a como conter um grito do coração
ou as palavras sopradas pelo vento
que tanto fazem bem,
ou será que o mal?
Quando um desejo fala ao seu coração,
ainda que de forma rápida e passageira,
não há como contê-lo.
Nem com a corrente mais forte da razão,
nem com todas as cordas da opressão
pode- se prendê-lo.
Deixe-o desejo livre,
deixe-o tomar conta de você.
Sinta todo seu ardor
e também o seu temor.
Quando você se sentir livre
das angústias causadas pelo amor
verá que ser musa ou poeta
é a mesma coisa
ambos possuem o prazer
de partilhar sentimentos.

Nenhum comentário: