sábado, 4 de outubro de 2008

O Acaso

O acaso brincou comigo
fazendo você surgir
e em meu caminho cruzar.
Só pode ser ironia.
A agonia da paixão eu não queria mais.
Só queria esquecer tudo
e viver em paz com minha solidão.
Mas fui te encontrar
e um novo futuro se fez.
Meus olhos voltaram a ter brilho
e iluminar o escuro da minha solidão
e o amor, novamente,
irradiar em meu coração.
De repente, assim como surgiste,
desapareceste.
O acaso resolveu te levar de volta,
e eu não sei para onde,
e me deixou aqui, perdido,
na solidão que conheço tão bem.

Nenhum comentário: