terça-feira, 21 de outubro de 2014

Escancarando





A porta está aberta,
E a janela também.
Viver uma vida deserta,
Poxa, não é bom para ninguém.

Há caminhos que nos levam,
Por caminhos tão estranhos.
Tem paixão que nos carregam,
Nos mostrando seus tamanhos.

Sua foto na parede,
Parece estar de costas.
Nem um olhar  as vezes,
Para quem tanto te gosta.

Por isto vou abrir,
Até mesmo escancarar.
Para o que tiver de sair,
Ou talvez até entrar.

Depois faço a faxina,
Escolhendo o que guardar.
Por isto a vida nos ensina,
A nem sempre acreditar.

Quem sofre é quem se dá,
Para um outro coração.
Para depois querer voltar,
E trabalhar com a razão.

Nenhum comentário: