quinta-feira, 10 de abril de 2014

Não coube no tempo



Não coube no tempo,
Amor tão bonito.
Foi só por momento,
Foi tido...foi ido.

Não era para ser,
O amor de tão bom.
Não dá para prever,
Como se fosse um dom.

O amor que não cala,
Não é mais ouvido.
Calou sua fala,
No peito ferido.

Não coube no tempo,
O imenso prazer.
Amor tão intenso,
Se deixou morrer.

Um comentário:

brisonmattos disse...

Desde o início foi vc que sempre deu prá trás.
Amor limitado não tem vida longa.
Fica bem e tenha uma boa quinta.