terça-feira, 29 de abril de 2014

É tão bom




É tão bom teu beijo,
Que jamais quero partir.
Só aumenta meu desejo,
E esta vontade louca de rir.

É tão bom estar a teu lado,
Que todo o resto esqueço.
Só quero ficar calado,
Admirando ao que estou preso.

Nada muda o sentimento,
Que morrerá um dia comigo.
Que o tempo passe lento,
Que não seja meu castigo.

Direi todos os versos,
Que ainda puder compor.
Serão fontes sem retrocesso,
Falarão do meu amor.

Enquanto houver a chama,
Deste perpétuo gostar.
Serei peito que inflama,
Só de em ti pensar.

Nenhum comentário: