quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Quando

Quando era pra falar,
Calou.
Quando era pra sentar,
Dançou.
Quando era pra sonhar,
Acordou.
Quando chegou a hora de despedir,
Nem olhou.

Quando era pra ajudar,
Falhou.
Quando era pra dormir,
Despertou.
Quando era pra amar,
Magoou.
Quando era pra arrumar,
Bagunçou.

Quando era pra olhar,
Cegou.
Quando era pra amparar,
Desabou.
Quando era pra se dar,
Cobrou.
Quando era pra acontecer,
Adiou.

Se era pra ir,
Me vou.


Nenhum comentário: