segunda-feira, 19 de abril de 2010

Olhos Meninos

Meus olhos, pobrezinhos,
Nunca param de sonhar.
Buscando pelo caminho
Teu rosto encontrar.

São como dois passarinhos
Batendo as asas sem parar.
Querendo deixar o ninho.
Querendo um vôo alçar.

Tenham calma meus olhinhos criança,
Deixe o tempo certo chegar.
Deixe chegar a bonança.
Deixe a chuva passar.

Choram, choram, sem parar
Meus olhinhos rutilantes.
Esta dor não quer cessar
Não quer deixar eles verem adiante.

Invoco então nosso sonho.
Invoco, com toda força que posso ter.
Saio voando risonho
Quase sem as asas bater.

Vôo alto, vôo lindo,
No céu azul encarnado.
E voando já estou indo
Para me deixar ao teu lado.

Nenhum comentário: