sábado, 10 de abril de 2010

Meu Livro

O livro do meu amor.
Livro, escrito com jeito.
Livro, nem fala só de dor.
Livro, fala de coisas do peito.

Ao lê-lo, faça-o devagar,
Vire as páginas com carinho.
Uma lágrima pode rolar
Das folhas deste pergaminho.

As páginas de meu livro de amor
São como pétalas de rosa,
Ou de uma outra flor,
Delicada e perfumosa.

Olha este livro com outros olhos,
Com olhos de quem amou.
Leva ele junto ao peito,
Sinta o que nele já passou.

Agora que você sabe como fazer
Vou continuar a compor
Tentar o mais perfeito ser
Neste meu jardim de dor.

Este livro é só meu, meu, e de mais ninguém.
Muitos aqui passaram,
Talvez você se ache alguém,
Muitos em mim ficaram, nas letras ficaram refém.

Agora deixe-me terminar
De estas palavras alinhar,
Para nelas tentar compor
Um outro livro de amor.

Um comentário:

A Menina Levada disse...

Você tem muito talento, consegue escrever verdadeiros best sellers!

Não se intimide portanto, comece agora mesmo, e deixe isso tudo pra trás!

Um beijo da menina levada!