domingo, 6 de outubro de 2013

Tá Tudo





Tá tudo diferente,
Ta tudo decidido.
Nunca tudo realmente,
Neste mundo está perdido.

O pranto tá quebrado,
A lágrima não secou.
Coração tá magoado,
O abraço se acabou.

A alma tá ferida,
Vivendo na solidão.
Saudade tá espremida,
Pela mão forte da razão.

O corpo tá desgastado,
De tanto querer tentar.
Na boca tá amarrado,
Um grito de te amar.

Tá tudo decidido,
Tá tudo enterrado.
Tá tudo tão morrido,
Tá tudo tão matado.


Nenhum comentário: