sábado, 3 de setembro de 2011

Sou Única



Mente,
Diz que me quer.
Não me faz sentir carente,
Me chama de tua mulher.

Não me abandona,
Andando só pela rua.
Diz que ainda me ama,
Que sempre serei só sua.

Sou rosa solitária,
Preciso ouvir isto.
Em minha vida imaginária,
Tudo vira paraíso.

Tudo oprime,
Em todas as horas.
Só assumo desanime,
quando você vai embora.

Fica,
Fica mais um pouco.
Em seu colo me aninhe,
Deixa meu pensamento louco.

Seu carinho me sufoca,
Me deixa enlouquecida.
Vem, me afoga,
Em seus beijos e mordidas.

Com você sou plena,
Com você sou Eva.
Sou a eterna Helena,
Me bota no peito, me leva.

Nenhum comentário: