terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Eterno





Se eu não voltar, não chora,
Lembre do que passou.
Não deixe o passado ir embora,
Como fogo que apagou.

Se você não mais me ver, sorria,
Pois estarei te vendo.
Afinal não foi só um dia,
Que vivi te querendo.

Se não mais te escrever,
Releias o que te deixei.
Deixe as letras ainda viver,
Pois nelas também viverei.

Se não mais te beijar,
Pela boca minha.
Não vá apagar,
O gosto que tinha.

Se nos braços não mais se deitar,
Não se deixe noutro.
Meus braços irão te abraçar,
Neste mundo ou em outro.

Se um dia não mais viver,
Ainda assim viverei.
Enquanto me lembrar de você,
Eterno prazer da vida serei.

Um comentário:

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Como sempre um primor ler seus versos tão lindos!
beijos