domingo, 2 de janeiro de 2011

As Palavras

As palavras servem
para encher a angustiante solidão.
Servem para dar alento
A um sofrido coração.

As palavras, vindas de onde vierem,
São mensageiras de alivio e esperança.
Carregam consigo muito mais
do que a alegria de criança.

As palavras, doces ou amargas,
Frias ou as vezes duras.
Serão sempre guardadas,
No meio da nossa armadura.

A palavra de anseio
é sempre insegura.
Não diz prá veio,
Só nos leva a lonjura.

As palavras de apoio,
Sempre com muito carinho.
Acabam com o arroio,
Que do olho sai no cantinho.

As palavras de esperança
Iluminam um pouco mais.
Nos mostra que a vida avança
E deixemos o ruim prá trás.

As palavras benditas
São como uma oração.
Nos tornam malabaristas
Com os problemas nas mãos.

As palavras de amor,
Ah... estas são especiais
Afastam toda dor
Nos tornam angelicais.

As palavras ditas,
pela boca de quem ama.
Não são simples visitas,
São como deitar na cama.


Um comentário:

Magia da Inês disse...

Olá, amigo!
Começo de ano... um brinde à beleza de sua poesia e à grande sua inspiração!...
Bom domingo!
Bj♥s
Brasil°♫º
° ·.