terça-feira, 27 de outubro de 2015

Serei eu







Por mais que passe o tempo
Por mais que acabe a vida
Não vou te deixar por momento
Por maior que seja a ferida

Custei muito a te encontrar
Pena que a vida não permitiu
Que a felicidade fosse completar
Aquilo que um dia partiu

Coragem queria ter
De acabar com as estruturas
Se alguém vai se machucar
Que não seja eu, criatura

Sempre estarei por perto
Para sempre eu serei
Quem te conheceu como certo
Na vida que encontrei

Por mais que passe o tempo
Por mais que se acabe a vida
Levarei este lamento
De ter de enfrentar uma partida


Um comentário:

brisonmattos disse...

Não vai embora não. Vê se aparece porque a vida é meio chatinha sem você. Ara!