quarta-feira, 28 de outubro de 2015

O fim do não




Aqui me tens,
de atitudes desarmado.
Aqui me vens,
coração apaixonado.

Eu que sempre te segui,
seja por que caminhos fores.
Tenham eles espinhos aqui e ali,
ou sejam eles cobertos de flores.

Me tens desnudo,
com a alma entregue totalmente.
Agora calado, mudo,
só com o que tenho na mente.

Seu amor que não recusei,
ainda o guardo comigo.
Contando que um dia, eu sei,
estarei de volta contigo.

Sabedor dos pecados consciente,
e arrependido de perdão.
Aguardo, ainda inocente,

acreditando no fim do não.

2 comentários:

brisonmattos disse...

vc é uma pessoa apaixonante. Não consigo entender por que alguém nunca de agarrou. Nunca te puxou pelos cabelos e disse, vem cá. Você não quis?

Anônimo disse...

nem mais