quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Deixará de ser espera







Eu tinha um amor,
Hoje tenho uma lembrança.
Só ficou foi mesmo a dor,
Que me fere como lança.

Nada mais será igual,
Só nos loucos sonhos meus.
Um amor igual ao tal,
Nunca mais aconteceu.

Um dia sei que vou,
Meu amor reencontrar.
Deixarei a ser o que sou,
O meu corpo irá mudar.

Estarei vestindo asas,
E voando como era.
E este amor que nunca passa,
Deixará de ser espera.

Nenhum comentário: