quarta-feira, 18 de setembro de 2013

O que um chorinho faz?





Um chorinho toca na praça,
E eu paro para escutar.
A música logo resgata,
A vontade de viajar.

Na mão uma fotografia,
Antiga mais nem tanto.
No ar,  a nostalgia,
No olho,  molha o canto.

Recordação que não sai,
Que não desprende.
Memória que não vai,
Que só me surpreende.

Aquele sorriso não apaga,
A pele não envelhece.
O coração que não larga,
A cabeça que não esquece.

Deixe a fotografia,
Onde ela está.
Quem sabe um dia,
Volto a ela olhar.

E então tudo volta,
Mais do que nunca vivo.
No peito mão há revolta,
Só lembrança do que sinto.

Na praça toca um chorinho,
Onde a gente vem escutar.
A música refresca um tiquinho,
A vontade de chorar.


Um comentário:

LUZ disse...

Oi, Older!

Gosto desses seus sentires.

Beijo da Luz.

Luzes e Luares - novo post. Obrigada, de qualquer jeito.