terça-feira, 16 de julho de 2019


Rastejando


Quase não aguento,
O que faz minhas costas vergar.
É um peso de tormento,
Que eu tento carregar.

Resultado de um erro,
Que aconteceu por instantes.
Ou foi falta de acerto,
Que aconteceu num rompante.

No passado deveria,
Neste desencontro ficar.
E não viver todo dia,
A me atormentar.

Minhas costas curvando,
Me fazendo rastejar.
Vou andando e chorando,
Até isto acabar.

Nenhum comentário: