domingo, 26 de abril de 2015

Coração apertado






Um sonho comprei,
não pude pagar.
Então me deitei,
me pus a chorar.

Que sonho tão  lindo,
dá dó de perder.
Ele era bem vindo.
Como sempre quis ter.

De tanto encanto,
só pude fazer.
Deste lindo sonho,
Razão de viver.

Um sonho dourado,
Nunca mais eu tive.
Coração apertado,
Assim que se vive.

2 comentários:

brisonmattos disse...

Quando a gente ama, nosso coração não é só nosso mais.
E dividir assim à distancia parece doer mais do que deveria doer.
Aliás, não deveria doer nada.
Sinceramente não entendo a vida dos poetas.

Poesias de serena disse...

Quem nunca teve um sonho assim? Adorei o poema. Beijos.