domingo, 17 de abril de 2011

Encontros e Despedidas

Assim é feita a vida, de encontros e despedidas, não há outra escolha, e assim foi tão bem descrita por Milton Nascimento e Fernando Brant.





Carece de aplacar.
Carece de amordaçar.
Carece de abafar.
Carece de sossegar.

O que for preciso,
"Pra mode” resolver.
O que não foi benzido,
O que não vai envelhecer.

Abre sol,
Fecha lua.
O que antes era farol,
Agora não coaduna.

Segue a vida.
Passa o tempo
Vai acolhida,
Fica desalento.

Não pensa,
Sofre.
A recompensa,
Vem na estrofe.

De encontros,
E partidas.
De reencontros,
As escondidas.

Um aceno de mão
é recebido.
E o coração
fica espremido.

2 comentários:

valquiria calado disse...

Olá meu querido, saudades... bom, vim te desejar um a feliz páscoa. bjos.

Nosalai disse...

Olá amigo! Gosto muito de Maria Rita mas Elis era única.
Passei para desejar uma feliz Páscoa para ti e tua companheira e toda sua família!

Com carinho sua amiga Marlene